Minha opinião – Relacionamentos Abusivos

Vou falar um pouco sobre um assunto que subiu nos TRENDS Topics das principais redes sociais hoje.

Relacionamento Abusivo - Leonardo Oliveira
Discutindo o tema do momento – Eu Vivi Um Relacionamento Abusivo – Leonardo Oliveira

 “Só sei que nada sei”. – Sócrates

Quando o fundador da filosofia ocidental, Sócrates, disse essa frase que por muitos não é compreendida, ele não estava agindo de forma idiota e dizendo que nada sabia, mas sim que não havia nada que ele soubesse por completo, que não havia nada que ele fosse o único a saber ou que não havia nada que ele soubesse que outros não fossem capazes de saber. Sendo assim acredito que essa opinião não é apenas minha.

Quero deixar claro que não sou um expectador do BBB, até cheguei a ser na sua primeira edição, mais por uma questão de curiosidade, mas hoje não sou, todavia talvez a a maior parte da população seja e é impossível não ver que alguns acontecimentos do reality ganham espaço muito rápido principalmente no meio digital como temos vistos no trend topics.

Como eu não estou aqui para discutir ou expor minha opinião sobre o programa, vamos assunto e à minha reflexão sobre a hashtag que ganhou as redes sociais após a expulsão de um integrante de BBB.

#EuViviUmRelacionamentoAbusivo

Bom uma coisa eu posso dizer sem medo de errar. Cada uma tem a vida que merece, ou que escolhe ter.

Um dos maiores motivos desses abusos acontecerem hoje, é que as pessoas simplesmente escolhem viver esses relacionamentos. É claro que essa questão ‘Relacionamento Abusivo‘ não ocorre apenas em relacionamentos amorosos. Mas como essa questão acaba sendo mais enfatizada, talvez por ser mais comum, vamos lá.

Eu me considero um pouco conservador nesse sentido, o que eu percebo, e muitos também percebem, é que as pessoas hoje decidem se relacionar muito rápido, muitas vezes sem critérios firmes de avaliação, não procuram conhecer antes a outra pessoa, não estudam sua personalidade, não medem de seus defeitos são por elas suportados, e a liberalidade abrevia as coisas de forma assustadora. Tudo acontece quase num abracadabra.

As pessoas decidem suas vidas no ápice da paixão. E o que é a paixão? Eu já vi um filósofo definir a paixão como sendo a suspensão temporária do juízo. A palavra paixão também está ligada à ideia de sofrimento, por isso existe o termo “Paixão de Cristo”. Paixão é aquilo que nos encanta mas nos possui ao ponto de em determinados momentos eventualmente perdermos a capacidade de racionalidade. Ao meu ver, não existe amor à primeira vista, pois se existisse não seria amor, já que o amor é uma paixão já refletida, controlada, organizada.

É evidente que ninguém deseja ficar em um relacionamento abusivo e nem deve, o que estou dizendo é que a maioria das pessoas que vivem isso, escolheram se relacionar com tal pessoa. Se você está convivendo com alguém que te humilha, te insulta, te persegue, o que dizer? Parabéns, você escolheu essa pessoa. Se você está em um relacionamento onde há agressão verbal ou até física, com atitudes como empurrão, dedo na cara, pressão, ciúmes, o que dizer? Parabéns, foi o relacionamento que você escolheu.

Tudo que você vive hoje é resultado das decisões que você tomou no passado, das escolhas que você fez. É a justa lei da semeadura. Não tente colher morangos depois de plantar cactos.

O bom é que da mesma forma que decidiu entrar nesse relacionamento abusivo, essa pessoa pode decidir sair.Você não pode ser uma pessoa tão dura com você a ponto de não te permitir mudar de opinião.

E o principal, e agora eu falo para você que viveu ou que vive um relacionamento abusivo. Você precisa tomar a decisão de mudar o quadro, decidir sair da mesma forma que decidiu entrar. Você jamais vai esquecer o que passou. A questão é o que você vai fazer com essa experiência, se você vai usá-la para lhe amedrontar, para diminuir as suas forças, para impedir que você acredite que terá uma vida feliz como sempre sonhou ou se você vai usar essas experiências para crescer e criar relacionamentos mais saudáveis, tomar decisões pautadas em análises mais profundas das pessoas com quem você vai se relacionar no futuro.

Você não pode ser uma pessoa tão dura com você a ponto de não se permitir mudar de opinião.

A decisão é sua, sempre será. Você pode ter uma vida extraordinária se tomar as decisões certas, então não permita que sua vida seja decidida sem critérios. O que você busca pra sua vida? É isso que você deve aceitar e não qualquer oferta que seja parecida com o que você quer.

Você é a única pessoa responsável pelo seu futuro.

 
Leonardo Oliveira